Percevejos de cama ou percevejo-comum pertencem à ordem Hemiptera e estão incluídos na família Cimicidae. Cimex lectularius é a espécie mais comum em ambiente urbano. São insetos não alados parasitas externos, hemátofogos, ou seja, se alimentam de sangue.  Esta espécie tem corpo achatado, são muito pequenos variando de 4-6 mm, sua coloração é marrom-avermelhada. Em seus diferentes estágios de vida sua coloração pode variar entre branca (quase translúcida), marrom-claro a marrom-escuro.

Percevejos de cama
Percevejos de cama (Cimex lectularius)

Percevejos de cama são noturnos e de hábitos gregários

Tem hábito noturno saindo para se alimentar e se reproduzir no período da noite. Não são sociais com abelhas, formigas e cupins, mas são gregários, vivem sempre juntos de outros percevejos.

Vários percevejos de cama em freta de colchão.
Hábito gregário dos percevejos de cama. Na foto vários percevejos de cama em uma fresta de colchão.  

O ciclo de vida do percevejo de cama depende do sangue do homem

Seu ciclo biológico é formado pelas fases de ovo, ninfa e adulto, sofrendo desta forma metamorfose incompleta. Para que ocorra a ovoposição é necessário que a fêmea se alimente. Quando o percevejo entra em contato com a pele do hospedeiro, ele injeta seu aparelho bucal que contém dois tubos, um destes tubos ele sulga o sangue e com outro ele injeta saliva com anticoagulante e analgésico. Desta forma o hospedeiro não sente a picada na hora, mas depois surge uma reação alérgica ficando o local lesado muito avermelhado.  

Onde podem ocorrer os percevejos de cama

Esses insetos encontra-se em frestas, brechas de azulejos, paredes e pisos, além de roupas, colchões e camas. Ovos, ninfas ou adultos podem ser facilmente carreados de forma ativa ou passiva, em malas, em roupas, caixas, móveis, etc., de um lugar para o outro, principalmente da zona rural para a urbana e periurbana. Infestações podem ocorrer comumente em residências, hotéis, pousadas, escolas, navios de cruzeiros, trens, aviões, etc.

É muito difícil a sua total eliminação, podem ficar sem se alimentar durante meses (até um ano). Vários trabalhos testam a capacidade de resistência destes insetos, que podem detectar e evitar os inseticidas. Fatores como o seu tamanho diminuto também colaboram para dificultar o seu total extermínio. 

Problemas relacionados com a ocorrência de percevejos de cama

A picada destes insetos podem causar desde simples vermelhidão e inchaço local até dermatites com secreções. Essas lesões geralmente vem acompanhadas de irritação na pele, coceira e  problemas relacionados ao distúrbio do sono tais como insônia.

Quatro picadas de percevejo de cama de formato circulares vermelhas e pouco inchadas.
Lesões leves (vermelhidão e inchaço) causadas pela picada de percevejo de cama.

Medidas preventivas e corretivas contra percevejos de cama

Como medidas preventivas e corretivas temos: manter a higiene de locais como hospitais, hotéis, pousadas e residências, verificando sempre os colchões e roupas de cama. Expor ao sol é uma boa maneira de desabrigar os percevejos, pois eles não gostam de calor e luminosidade. Manter os pisos, paredes e assoalhos livre de fendas e frestas, vendando-os. Segundo o site do INEA ações de controle de pragas urbanas devem ser baseadas em educação ambiental de forma permanente, de forma a levar a população à um estado de consciência e higiene que evitem com que as pessoas mantenham as condições ideais para a proliferação do percevejo de cama.  Além de medidas de conscientização ambiental em casos de infestação deve ser realizada retirada mecânica dos vetores, por aspiração e com a utilização de vapor, posteriormente tratamento químico com aplicação de inseticida líquido de efeito residual.

Literatura consultada

INEA. 2019. Disponível em: http://www.inea.rj.gov.br/Portal/Agendas/LicenciamentoAmbiental/Licenciamento-saiba-mais/Controledevetoresepragas/index.htm&lang=PT-BR. Acesso em: 22 jan. 2019.

SÃO PAULO. Secretaria de Meio Ambiente. 2013. Fauna Urbana vol 1. Cadernos de educação ambiental 17. Disponível em: http://arquivo.ambiente.sp.gov.br/cea/2013/11/caderno-educacao-ambiental-17-vol-1.pdf. Acesso em: 22. jan. 2019.

TACCONI, B. M. 2017. A incidência de percevejos de leito nos principais hoteis da zona sul do Rio de Janeiro/RJ-Brasil de 2014 a 2016. Disponível em: file:///C:/Users/Marcelle/Downloads/1420-3792-1-PB.pdf. Acesso em: 25 jan. 2019.