24 Jun

Cuidado com as pragas no inverno

O Brasil é um país tropical por isso não temos estações bem definidas, ou seja, quase o ano todo temos muito calor. Isso é refletido na vida dos insetos. A reprodução dos insetos ocorre o ano inteiro de forma quase que contínua e uniforme. Conheça nesse artigo quais as pragas mais comuns no inverno.

Pragas no inverno: Percevejos

Porque os percevejos de cama aparecem no inverno em nosso país? 

Percevejos de cama são pragas de clima temperado, sendo o Brasil um país de clima tropical. No inverno as temperaturas costumam baixar propiciando a temperatura ideal para estes insetos. Se alojam principalmente em camas, em frestas dos colchões, mas podem ocorrer em carpetes, móveis antigos, guarda-roupas e em espaços abaixo dos rodapés ou frestas da parede. São comumente transportados de um lugar para outro causando novas infestações através de malas, roupa de camas, colchões usados entre outros.

Pragas no Inverno: Cupins

Os cupins hibernam no inverno? 

Os cupins como qualquer inseto diminuem as suas atividade, ou seja, se locomovem ou alimentam mais devagar. Em alguns lugares mais frios eles paralisam suas atividades. Contudo como no Brasil não temos temperaturas tão baixas, eles mantém suas atividades quase constantes. 

No inverno é maior a procura por tratamentos contra cupins? 

Esse fato pode ser explicado porque na primavera/verão é a época de reprodução de cupins. Aquele bichinhos alados que chamamos de Aleluias entram por nossas portas e janelas invadindo nossas casas a procura de um local para instalarem o novo ninho. Neste período os cupins estão preocupados em se reproduzir, a consequência disso que outras atividades, como o crescimento da colônia são secundárias neste período. O outono é o período que a colônia cresce. Quando chega o inverno, o tamanho desta já atingiu grandes proporções de modo que os cupins são percebidos. E os estragos já estão feitos! 

Pragas no inverno: Formigas

Pragas no inverno procuram locais quentes

No inverno pragas e vetores urbanos assim como nós procuramos um lugar quentinho para nos proteger. 
Podemos citar como exemplo a presença de formigas dentro de aparelhos eletrônicos, tais como geladeira, microondas, torradeiras, aparelhos de som, laptop entre muitos outros. Estes lugares são bem protegidos e também quentes que atrai as formigas, principalmente no inverno! É o calor do equipamento que atrai os insetos. 

O ataque é silencioso (e também invisível). Quando elas chegam a ser identificadas é porque já estão do lado de fora. Isso quer dizer que estão em grande número e o problema não é fácil de solucionar.  Não tente abrir o equipamento sozinho se você observar formigas ou outro inseto dentro do aparelho. Leve-o ao técnico para que ele possa fazer a limpeza e remoção dos insetos.  

O problema não está somente no fato de que as formigas são grandes transmissoras de doenças, contaminando o aparelho eletrônico. Esses insetos liberam uma substância ácida que queima as placas eletrônicas. Desta forma inutilizam o equipamento. 

Existem relatos de medidas simples que podem ser utilizadas para quem tem esse problema com as formigas. Num artigo publicado no G1, uma loja estavam com problemas de formigas dentro da fotocopiadora (máquina de xérox). Os funcionários passaram a desligar a máquina durante a noite na tomada, isso fez com que as formigas se desalojassem da máquina. Sendo uma solução eficaz e barata. Cuidado! Nem sempre soluções tem grande efeito, alcançando os resultados esperados e à baixo custo.  

Não só formigas estragam aparelhos eletrônicos

Não só formigas, mas outros insetos pequenos podem entrar em contato com esses equipamentos em busca de um lugar quente e protegido. Por tanto é importante lembrar que não devemos comer encima de aparelhos eletrônicos ou deixá-los sujos. Baratas francesinhas são comumente encontradas infestando torradeiras, microondas, laptops, teclados e vídeo games e demais aparelhos eletrônicos como relatado por Ricardo Marques, da assistência Reparatur.

Pragas no inverno: Roedores

Enquanto insetos têm seu período de reprodução no verão, por outro lado roedores tem seu período reprodutivo mais acentuado no inverno.

Nesta estação faz mais frio que nas outras estações, os ratos procuram os lugares mais protegidos e quentes para se abrigarem, se alimentarem e consequentemente se reproduzir, como explica o biólogo André Luiz Fernandes. 

Mus musculus: uma das pragas que mais se proliferam no inverno.
Mus musculus: uma das pragas que mais se reproduzem no inverno. 

Pragas no inverno: mosquitos são menos frequentes no inverno

Os mosquitos dependem de água para se reproduzir, geralmente no inverno os índices pluviométricos são mais baixos, ou seja, chove menos. Com isso a chance de proliferação do mosquito é bastante reduzida. Com as populações mais reduzidas é mais fácil fazer o controle e as medidas preventivas são mais efetivas. 

Dedetização no inverno

Pragas e vetores urbanos tais como baratas, formigas, besouros, pragas de grãos, traças de roupas e outros animais se proliferam quase o ano todo em nosso país. No entanto nos períodos mais frios o metabolismo e a taxa de reprodução dos insetos caem, com isso o nível populacional diminui. É hora então de atacar os insetos!

Aproveite a época mais fria do ano quando as pragas e vetores estão escondidos dentro de sua casa para fazer a dedetização (desinsetização, desratização e descupinização). É mais fácil controlar as populações quando estão em um determinado ambiente e quando estão em menor número (caso dos insetos). Esta é a época do ano em que as medidas preventivas devem ser tomadas para que você tenha um verão tranqüilo com as pragas bem longe de você.